Habilidades profissionais no período da COVID-19

Habilidades profissionais no período da COVID-19

Habilidades Profissionais no período da COVID-19

A pandemia não acabou ainda, e não se tem uma ideia muito clara de quando esse problema vai acabar. No mundo inteiro, estudos de diversas empresas estão trazendo alguns pontos para serem avaliados. Um deles trata-se das habilidades profissionais adquiridas neste momento delicado. A verdade é que ninguém tem a resposta ideal para o fim desse problema mundial e muito menos como nós seremos depois que tudo isso passar. Uma coisa é fato: nós vamos mudar como pessoas a partir de 2020, isso é inegável. 

 

As empresas vão começar a entender mais sobre como o home office pode ser útil para a vida dos seus colaboradores, ainda mais nas grandes cidades onde se demora de 1 a 2 horas para o deslocamento entre casa e trabalho. Há colaboradores que perdem até 4 horas por dia para se locomover e trabalhar 8 horas na empresa, ou seja, metade do dia se dedica a isso. Mas, e se essas 4 horas o colaborador dedicar-se a uma faculdade online? E se duas vezes por semana o colaborador aprimorar seus conhecimentos em inglês e/ou espanhol? O colaborador pode também executar uma atividade física e pode ter uma saúde melhor, o que é benéfico para ele e, consequentemente, para a empresa visto que ele produzirá melhor. 

 

Algumas micro e pequenas empresas já tinham o hábito do home office antes mesmo da pandemia. Alguns dos nossos parceiros de negócios já atuam dessa forma há tempos. O que a pandemia trouxe é uma visão prática do que na teoria já era algo que muitos sabiam: o home office funciona e é benéfico para todos. 

 

Para os colaboradores, o home office traz menos desgaste físico de trânsito ou do transporte público lotado. Para as empresas, resulta em economia de água, luz, cafézinho e até mesmo de espaço físico, pois com um rodízio de pessoas, deixando 2 ou 3 vezes por semana em home office, 2 pessoas poderiam ocupar a mesma mesa e, assim, um escritório de 400 metros quadrados poderia ser um de 280 metros, economizando em aluguel e IPTU. 

 

Transformação Digital é o presente

Com o avanço da Transformação Digital no dia a dia das empresas, um dos pilares que tem crescido muito é a computação em nuvem. Há bastante tempo, muitas grandes empresas já usavam essa tecnologia, de forma que o funcionário pode, de qualquer parte do mundo, com um login e senha, acessar a todos os documentos da empresa, como se estivesse na mesma. Com ajuda das ferramentas de colaboração disponíveis na nuvem, você aprende a priorizar e a delegar tarefas, melhorando o seu fluxo de atividades e o dos seus colaboradores.

 

Alguns sistemas transformam o computador pessoal, seja ele qual for, no computador da empresa. Com o login e senha, os programas e documentos que um colaborador tinha no desktop, que está na empresa, migram para o seu computador pessoal, como se espelhasse. O lado bom é que tudo que o colaborador faz em um computador, automaticamente salva na nuvem, então sempre que ele acessar terá a última versão disponível. Claro que para isso ser seguro, é preciso investir em segurança da informação, mas hoje muitas empresas que comercializam esse armazenamento na nuvem já contam com poderosos sistemas de defesa anti-hackers.

 

Cursos e treinamentos online 

As empresas precisaram investir mais em cursos e treinamentos online. As plataformas disponíveis no mercado são fáceis e nem sempre custam caro. Seja uma empresa com 10 ou 4 mil funcionários, capacitar é sempre uma excelente opção para todos. Muitas empresas já buscavam isso mas, sem muita aderência dos colaboradores. Com a pandemia, as reuniões se tornaram online, os documentos passaram a ser feitos em plataformas colaborativas e as negociações continuam ocorrendo por aplicativos digitais. No entanto, treinamentos poderão ajudar os colaboradores da sua empresa a se adaptar a esse novo mundo.

 

Nem todo mundo tem familiaridade com as ferramentas digitais, pois nem todos da empresa são da geração conectada, e entender isso é importante. Pode parecer estranho dizer que é preciso usar o digital para ensinar os colaboradores usar o digital no seu dia a dia, mas há uma solução: vídeos! 

 

Segundo estudos de importantes institutos de pesquisa, os vídeos se tornarão em breve as principais fontes de informação e comunicação das empresas, tanto entre seus colaboradores quanto com seus consumidores. Em época de Fake News, os vídeos ganham força pois as pessoas acreditam mais quando veem as pessoas falando, do que por textos ou frases atribuídas à elas, que nem sempre são verídicas. 

 

Os vídeos são de fácil entendimento, uma vez que mesmo as gerações mais antigas e pouco ligadas ao digital se acostumaram a consumir vídeos, primeiro pelo cinema e depois pela TV. Os vídeos podem ser enviados pelo WhatsApp, Email ou mesmo estar em uma plataforma fechada para um simples acesso com login e senha. Vídeos, que não são de treinamentos e sim de campanhas, podem estar no YouTube sendo ainda mais fácil seu acesso.

 

Conteúdos para serem disseminados

A internet se movimenta por meio de conteúdos. Uma pesquisa do Google mostra que desde 2015 a chamada “primeira tela” não é mais a TV e sim o celular que, nos dias atuais, já é responsável por 80% dos acessos a internet no Brasil. O país, desde 2017, já tem em média mais de um celular por habitante.

 

Atualmente, há mais de 250 milhões de celulares ativos, sendo 90% desses smartphones, ou seja, pequenos computadores nas mãos das pessoas. Uma outra pesquisa mostra que o brasileiro usa o celular em diversos momentos. Além de olhar em média 150 vezes por dia para o aparelho, os smartphones são usados  principalmente para conteúdo. Em sua definição o celular é um aparelho para fazer e receber chamadas telefônicas, algo que o brasileiro ainda faz, mas em item de prioridade as redes sociais, youtube, whatsapp, portais de notícias e até mapas vem à frente do uso de celulares do país. 

 

Não resta dúvida de que as empresas precisam oferecer mais conteúdos para promover as mudanças internas. As pesquisas acima mostram o comportamento geral da população brasileira, o que inclui os colaboradores das empresas.

 

Em resumo, a pandemia afetará e muito a forma das pessoas agirem no dia a dia. Não se tem a resposta certa, mas o que se sabe é que todo o universo digital e suas possibilidades já vem mudando os rumos da população. O ano de 2020 será um marco para a sociedade conectada!

Loja Virtual